UM DIA SEM MÍDIA NENHUMA

Imagine um dia sem TV, Rádio, Jornais, Revistas, Notícias, Redação, Leads, Informação, Agora imagine como responder uma pergunta na faculdade sobre o “Sumiço da Imprensa no Brasil por um dia” Bom essa semana tive o seguinte trabalho na faculdade, olha só como eu imaginei, dê sua opinião.. se quiser claro!


Imagem
ATIVIDADE. Descreva – usando a sua imaginação- o que seria um dia na sua cidade, se todos os meios de comunicação deixassem de funcionar. Que prejuízos haveria para a coletividade? Que problemas ocorreria para a maioria das pessoas?

Baseado na pesquisa do Data Folha, publicada no Jornal Folha de São Paulo,  percebi que a Televisão foi citada por 33% dos entrevistados como meio de comunicação que as pessoas utilizam com mais freqüência para se manterem informadas. Em seguida, vêm a internet (26%), jornais (19%) e o rádio (16%). Revistas (3%) e TV por assinatura (2%) completam a lista. A maioria costuma assistir apenas a TV aberta (77,2%), enquanto 16,1% assistem tanto a TV aberta quando a TV por assinatura.

Mediante a isso acredito que, caso houvesse uma pane nos meios de comunicação, provocada ou por Guerras Civis, ou por qualquer intervenção política proibindo  a liberdade de imprensa de atuar, quem iria divulgar informações e compartilhar notícias? Como se formaria a opinião da sociedade? Seria um CAOS! Bom para mim essa pane traria vários prejuízos sociais para o ser humano. Vejamos alguns deles:

Um deles é o conhecimento, infelizmente no Brasil, nem todas as pessoas estudam ou buscam meios alternativos para se educar, formar e absorver conhecimento. Atualmente a maioria das pessoas, apenas trabalham e retornam para suas casas,  concentrando na TV, no Rádio e na Internet toda sua fonte de busca de informação. Se não houvesse mais mídias, acabaria dificultando o acesso à informações sobre o mundo e sobre questões importantes do passado do homem, do seu desenvolvimento histórico, e de sua capacidade de construir o futuro. Sem  a existência dos meios de comunicação de massa, as pessoas não iriam se reconhecer como coletivo, ou como grupos distintos de pessoas separados muitas das vezes apenas por línguas e crenças, nem síquer iriam saber de coisas novas e inusitadas que o próprio homem cria a todo instante. O mundo é muito grande, e hoje quem leva a informação, de uma ponta a outra do planeta é a imprensa.

Outro ponto seria na política e no Governo do homem pelo homem, sem dúvida alguma a comunicação é um ponto estratégico para qualquer gestão política num país, não há mobilização social nem conscientização das massas sem interferência da mídia, acredito que a televisão, o rádio, a internet, e todos os agentes comunicadores de uma sociedade, tem um papel fundamental na construção da opinião pública e consequentemente na opinião política de cada pessoa.

Você sabe inteiramente da vida do deputado que votou? Bom a resposta é simples: se votou nele ou foi porque você o viu na televisão, ou porque você confiou em sua propaganda eleitoral (que por sinal é veiculada através da TV, rádio e internet no período eleitoral), ou porque você é filiado ao mesmo partido político dele, ou ainda por que você mora ou convive com o mesmo, sendo seu parente, líder comunitário, etc.

O que quero dizer, é que a mídia através da divulgação gera política contribui também no debate de visões divergentes, e sem ela não teríamos a chance de conhecermos líderes tão imponentes como Stálin na Rússia, ou ousados como  Harry S. Truman presidente dos EUA em 1951, para podermos tirar nossas próprias conclusões. De fato seria um prejuízo enorme se a imprensa não existisse.

É importante salientar que voltaríamos a idade média, teríamos acesso somente as informações que são concernentes a nossa necessidade para sobrevivencia

Não seria somente um problema somente na aquisição do conhecimento cultural ou na formação política de cada ser humano, mas teríamos sérias crises na economia mundial, no desenvolvimento de tecnologias alternativas. Sem informação não se gera conhecimento, e sem os meios de comunicação de massa, não há divulgação de informação.  Informação é tudo!

Bom para mim o ser humano e a mídia seja ela impressa ou seja ela televisionada andam juntos a alguns anos, desde o surgimento da escrita podemos se comunicar para gerações, sem mídia por um dia seria  um caos.

Já se sabe atualmente que para o bom convívio da coletividade e bom andamento de toda a sociedade global,  deve-se muito graças à troca de informações que existe hoje, devemos entender que todas essas  relações sociais se dão,  através da comunicação unidirecional, ou política, e no caráter institucional também.

O que poderia acontecer  caso toda essa história de “Uma dia sem mídia” fosse verdade, é que de fato não haveria muito bem o sincronismo  existem entre as relações que existem entre Estado, poder executor, mídia (que ‘manipula’ pela verdade), sociedade em geral, empresas, enfim.  Para concluir acredito que as leis não deixariam de existir, no entanto informações relevantes como números de acidentes, informações sobre saúde, propagandas comerciais, notícias sobre questões importantes de interesse público, não seriam públicas e  muito menos de acesso a todos. Poderia até serem divulgadas mas demoraria muito mais tempo para chegar até a massa, do que chega normalmente. O  fator é que a agilidade de informação que se tem hoje, nós a perderíamos, durante esse querido dia imaginado. Espero que nunca aconteça. haha

Por Ronie Lobato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s